quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Volta do antigo horário do Acre divide opiniões nas redes sociais

A partir do dia 10 de novembro, o estado passa a ter 2 horas de diferença em relação ao horário de Brasília.

Da Redação da Agência ContilNet
Volta do antigo horário do Acre divide opiniões nas redes sociais

Mesmo com a revogação Lei nº 11.662 de 2008, que adiantava em uma hora o horário do Acre, a opinião dos acreanos ainda é dividida no que diz respeito ao horário ideal.

A partir do dia 10 de novembro, o estado passa a ter 2 horas de diferença em relação ao horário de Brasília.

Porém, essa diferença aumenta em mais uma hora durante o Horário Brasileiro de Verão, entre os meses de outubro e fevereiro do ano que vem, quando as regiões metropolitanas adiantam seus relógios em uma hora a fim de diminuir o consumo de energia.

Na manhã desta quinta-feira (31), o senador Jorge Viana afirmou em sua página, em uma rede social, que a lei que garante a volta do horário antigo no Acre já foi sancionada:

“Hoje foi publicado no Diário Oficial a Lei aprovada no Congresso, que traz de volta o horário velho do Acre. A lei foi sancionada pela Presidência da República e, como está estabelecido na própria lei, o horário antigo começa a vigorar no próximo dia 10, segundo domingo do mês de novembro”.


Lei sancionada pela Presidência da República que restabelece o antigo fuso horário do Acre
Lei sancionada pela Presidência da República que restabelece o antigo fuso horário do Acre

Não demorou muito para que diversos internautas tecessem comentários sobre a polêmica. A internauta Rafaela Araújo afirma que já é tarde para articular a permanência do atual horário:

“O povo votou pra voltar o antigo horário... Agora chora pra não voltar... Povo burro mesmo... É só pra dizer que é do contra mesmo... Agora assistam futebol gravadooooo!!!”
O internauta Rafael Morais também é contra uma nova mudança de horário: “esse [sic] horário que estamos e bem melhor, pra [sic] que voltarmos pra era das [sic] cavernas????”

A internauta Gleyce Silva vai mais além: “queridos, quem está no poder não quer saber se os programas de tv são sempre gravados, eles têm SKY. Não ligam se às 17:30 da tarde já vai estar escuro, eles têm carro e moram em condomínio fechado. Não se preocupam em chegar cedo no trabalho, chegam a hora que querem, vocês colocaram eles lá“.

A grande diferença de horário representa também um retrocesso para o estado. É o que informa o internauta Jardson Borges:

“Um imenso [sic] retrocesso para o nosso Estado que já tanto sofre pelas desigualdades regionais. Nem quero mensurar o tamanho das perdas e do impacto social e na economia que iremos sofrer após o dia 10/11. Acredito sim, que vale a pena a sociedade civil juntamente com a classe política e empresarial do Estado, promover algumas [sic] sessões de debate em audiência publica para discutirmos à [sic] exaustão essa questão do atraso do horário do Acre. Que tal??? Pq sinceramente eu já acredito que até os que fizeram campanha [sic] durante o Plebiscito para a volta do Horário Velho, já se arrependeram da ''burrada'' que praticaram”.

Mesmo com a rejeição, a verdade é que a volta do horário antigo já está garantida, e os acreanos terão de se adequar a partir do dia 10. É o que completa o senador:
“Com polêmica ou sem polêmica, essa é a realidade que todos nós temos que nos adequar a partir do dia 10”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário