sábado, 3 de agosto de 2013

Além de donos, polícia também investiga líderes de redes da Telexfree

As investigações de supostas pirâmides financeiras têm se voltado não só para os criadores e donos desses esquemas, mas também para quem atrai gente para o negócio.

Além de donos, polícia  também investiga líderes  de redes da Telexfree
A semana não foi favorável para os donos da empresa TelexFree. A Polícia Civil do Acre foi autorizada a retomar a investigação sobre possíveis crimes cometidos não só pelos donos da Telexfree, mas também pelos divulgadores. 
 
De acordo com informações do Portal IG, antes do bloqueio do inquérito ao menos cinco grandes divulgadores da Telexfree já haviam sido ouvidos pela polícia. A investigação fora iniciada no fim de junho, logo após a empresa ser bloqueada, porém com outra medida cautelar. 
 
Os desembargadores Samoel Evangelista e Eva Evangelista nesta quinta-feira (1), derrubaram a liminar, atendendo a uma solicit


ação do Grupo de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Acre (Gaeco/MP-AC), que determinara a abertura do inquérito criminal. 
 
A reabertura do inquérito no Acre é outro indicativo de que as investigações de supostas pirâmides financeiras têm se voltado não só para os criadores e donos desses esquemas, mas também para quem atrai gente para os negócios. 

Ainda de acordo com o IG, os líderes de algumas redes suspeitas seriam investigados, já que as apurações da força-tarefa nacional antipirâmide têm indicado que grandes arregimentadores seriam responsáveis por fazer a interfaceentre um esquema fraudulento e outro, permitindo assim a perenidade desse tipo de crime mesmo com o fechamento das empresas de fachada.
 
Procurada durante a tarde desta sexta-feira (2), a Telexfree não comentou imediatamente a informação.(Com informações do IG
)

Nenhum comentário:

Postar um comentário