sábado, 1 de junho de 2013

STF suspende cassação de Vagner Sales; retorno repercute nas redes sociais

O processo que, de acordo com a defesa de Sales, ainda transita em julgado.
Gina Menezes, da Agência ContilNet.

Bastou cair na rede mundial de computadores a notícia que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, havia concedido liminar suspendendo a cassação do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB), para as comemorações de internautas, especificamente ligados ao movimento de oposição ao governo petista, começarem.

A decisão do ministro foi divulgada pela imprensa acreana ainda na noite de quarta-feira (29).


Vagner Sales retorna ao cargo de prefeito de Cruzeiro do Sul
Vagner Sales retorna ao cargo de prefeito de Cruzeiro do Sul
Ministro Dias Toffoli, do STF, concedeu liminar favorável à Vagner Sales/Foto: STF
Ministro Dias Toffoli, do STF, concedeu liminar favorável à Vagner Sales/Foto: STF
Marcos Cavalcante dos Santos foi um dos primeiros internautas a comemorar o que ele considera grande vitória do prefeito Vagner Sales. Através do Facebook, ele parabenizou o peemedebista e disse que o PT não se conforma que o PMDB esteja governando a segunda maior cidade do Estado.

“Parabéns, prefeito Vagner. Eles estão inconformados porque a oposição governa Cruzeiro do Sul”, postou.

O jornalista Williandro Derze agradeceu à Justiça e comemorou a vitória de Vagner Sales. “Deus é justo mesmo. Ele (Vagner Sales) voltou porque o povo sabe e grande parte da Justiça entende que Vagner tem que continuar ajudando a população do Juruá!! Obrigado, Justiça!”, escreveu.

A notícia que os simpatizantes de Vagner Sales comemoram foi proferida por Dias Toffoli após o ministro ter acatado os argumentados da defesa do prefeito, que argumentou que ainda restam recursos a ele e que, portanto, ele deve permanecer no mandato até a decisão final.

O processo que, de acordo com a defesa de Sales, ainda transita em julgado, ou seja, ainda não chegou às instâncias finais, se deu em virtude de processo ao qual ele responde no Supremo Tribunal Federal por apropriação de passagens áreas de modo ilícito, ainda no período em que era deputado estadual.

Vale lembrar que na última segunda-feira (27), o juiz da 4ª Zona Eleitoral, José Wagner Alcântara, proferiu decisão determinando ao presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul que declare a extinção do mandado do prefeito da cidade, Vagner Sales, devido à existência de condenação criminal transitada em julgado. Foi justamente esta a decisão suspensa na noite desta quarta-feira,por força de liminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário