segunda-feira, 11 de junho de 2012

Quadrilha que atuava no Detran/Acre vendia CNH por R$ 1 mil e esquentava documentação de carros roubados

A quadrilha de 27 pessoas, formada por servidores do Detran, funcionários de autoescolas, despachantes  de veículos e policiais, desarticulada na manhã desta segunda-feira, 11, na Operação Tentáculos da Polícia Civil e Ministério Público Estadual (MPE) estaria vendendo Carteiras Nacional de Habilitação e esquentando documentação de carros roubados em outras cidades brasileiras.
Segundo levantamento prévio da diretora do Detran, Sawana Carvalho, cerca de 500 CNHs teriam sido vendidas pela quadrilha. Os criminosos cobravam R$ 1 mil, pela expedição do documento. O esquema era complexo e envolveria todos os estágios que são necessários para que um condutor possa ter o direito de dirigir. O recrutamento seria feito por instrutores de nove autoescolas envolvidas na fraude.
Os delegados Alcino Souza Ferreira Júnior e Rodrigo Cumaru Noll foram os responsáveis pela operação que reuniu 130 policias civis, que se reuniram durante a madrugada no auditório da Secretária de Polícia Civil, para ao comando do secretário Emylson Farias, executar os 27 mandados de prisão e 36 de busca e apreensão de documentos. A polícia apreendeu R$ 7,5 mil, em dinheiro, 13 computadores, seis impressos e vasta documentação.
Os 27 acusados estão sob prisão preventiva e deverão ser encaminhados para o presídio estadual, após prestarem depoimento às autoridades policiais. A Delegacia Antiassalto e a Delegacia de Combate ao Crime Organizado prosseguirão com as investigações que podem resultar na prisão de mais pessoas, nos próximos dias.  A quadrilha estaria agindo em três municípios e a capital.
O promotor de Justiça, Leandro Portela, não descartou a possibilidade de oferecer denúncias contra as pessoas que foram beneficiadas no esquema. As CNHs deverão ser canceladas e os autores do ato de corrupção terão denuncia oferecida no MPE. O secretário Emylson Farias destacou que “o Estado vai enfrentar com muita dureza qualquer tipo de crime contra a administração pública”.
A ação da quadrilha que atuava no Detran foi denunciada pela diretora da autarquia, que ao tomar conhecimento dos atos criminosos procurou a Secretária de Polícia Civil, que em parceria com o MPE realizou uma investigação que durou aproximadamente 10 meses. Toda Operação Tentáculos foi acompanhada pelo Poder Judiciário, que expediu os mandados de forma célere, para que as equipes de polícia.
Todos os envolvidos serão autuados e responderão por formação de quadrilha, falsidade ideológica, falsificação de documentos públicos, corrupção passiva, inserção de dados falsos no sistema [disciplinado pelo artigo 313-A do Código Penal – CP].
Presos na Operação Tentáculos
Aleilson de Lima Almeida Curio – servidor do DETRAN
Antonio Teixeira passos – Alunos soldado PM
José Carlos Sales da Silva – o Carlão – funcionário do DETRAN
Claudio Figueiredo Teles – Aluno soldado PM
Ayrton José Dassoler – Funcionário do DETRAN
Jorge Batista de Araújo – Policial civil do Instituto de Identificação
Sargento PM João Naldo Pereira Monteiro – Bujari
Aroldo Souza da Costa – Despachante de veículos – preso com dinheiro e cheque
Francisco Evando da Mota Paula – Despachante e agenciador
Bob dos Santos Martins – Instrutor de transito e apontado como cabeça da quadrilha
Francisco Raulino Júnior – despachante de veículos e pessoa de comando
José de Oliveira Santos
José Augusto Soares Ayache – motorista do Samu e instrutor de
Hipólito Aparecido da Silva
Anderson da Silva Oliveira
Ricardo Nascimento Barros
Landro da Silva Martins
Deivid dos Santos Bezerra
James costa Chaves
João da Silva Assumpção
Chaiene Braga do Nascimento
Alda bezerra da silva
Bil dos Santos Matias
Joelma costa Gondin
Franckcinato da Silva Lima
Fernanda Fernandes Mesquita – psicóloga
Nelinho Pires de Casto
As autoescolas envolvidas
Autoescola Farol II – do Quinari
Autoescola Habilitar
Autoescola Primavera
Autoescola Aquiry
Autoescola Águia
Autoescola Radar
Autoescola Cristhus
Autoescola Adrian
Autoescola Vitória

Fonte:  Ac24Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário