terça-feira, 3 de abril de 2012

Solidariedade: a união que faz a diferença

Desde os primeiros dias do desastre natural, acreanos de toda a parte se uniram ao chamado do Governo do Estado através do programa Acre Solidário para tentar ao minimizar os problemas causados pela alagação (Foto: arquivo Secom)
GOVERNO DO ESTADO DO ACRE: Em fevereiro deste ano o Acre passou por uma das situações mais dramáticas já vividas em toda a sua história. O Rio Acre atingiu 17,62m e ficou a apenas dois centímetros do recorde do nível alcançado na cheia de 1997. A enchente provocou estragos e fez com que mais de 120 mil pessoas fossem obrigadas a abandonar suas casas. Praticamente todas as cidades das regiões do alto e baixo Acre foram atingidas.
Desde os primeiros dias do desastre natural, acreanos de toda a parte se uniram ao chamado do : Governo do Estado através do programa Acre Solidário para tentar ao minimizar os problemas causados pela alagação. A ação, coordenada pela primeira-dama do Estado, Marlúcia Cândida, pediu doações principalmente de roupas, comida e materiais de limpeza doméstica. O pedido foi atendido e os donativos foram enviados por milhares de acreanos e brasileiros de toda a parte do País, todos sensibilizados com o sofrimento alheio.
“O Acre Solidário é na verdade um grupo de pessoas que voluntariamente ajudam a arrecadar donativos, separá-los e distribuí-los para quem mais precisa”, explica Marlúcia Durante as cheias no estado, o programa ficou responsável pela organização de todas as doações enviadas pelos acreanos, governo federal e de todo o Brasil, alcançando um número surpreendente de arrecadações: mais de 200 mil peças de roupa, 32.381 cestas básicas, 25 toneladas de material de higiene e limpeza e 2.800 colchões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário