sábado, 25 de fevereiro de 2012

Ministro da Integração Nacional libera R$ 5 milhões para o Acre

Os ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e a secretária nacional de Habitação, Inês Magalhães, desembarcaram no Acre na manhã de ontem para verificar a situação que o governo do Estado e as prefeituras enfrentam com a enchente do Rio Acre.
Os ministros e a secretária nacional, acompanhados pelo governador Tião Viana, fizeram sobrevoo nas áreas atingidas pela enchente na capital acreana, depois verificaram de barco a situação de áreas alagadas.
O governador Tião Viana mostrou à equipe do governo federal a situação que se encontra o bairro Taquari, um dos mais atingidos pela enchente. Os ministros e a secretária nacional puderam verificar que, mesmo com o nível do rio acima da média, há moradores que têm casas elevadas e preferem permanecer no local.

No fim dessa vistoria, o ministro Aguinaldo Ribeiro afirmou que, em nome da presidente Dilma Rousseff, está trazendo ao Acre a solidariedade do governo federal. “Estivemos agora com o governador vendo a situação desse bairro e o sentimento é de solidariedade. Pudemos ver que nesse caso há a presença do poder público perto do povo, levando ações que nessa hora o povo tanto precisa. Agora, precisamos dar continuidade a esse processo”, disse o ministro das Cidades.
Aguinaldo Ribeiro destacou que o governo federal tem estado presente no Acre nesse momento por meio de diversos ministérios, apoiando o Estado. “Nessa parceria entre os governos federal, estadual e as prefeituras, nós estaremos, sem dúvida nenhuma, vencendo as dificuldades. O que aconteceu é lamentável, mas nós temos que enfrentar juntos”, frisa Ribeiro.

Apoio, solidariedade e recursos

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, afirmou que sua vinda ao Estado tem dois motivos principais. O primeiro, de acordo com ele, é trazer a solidariedade da presidente Dilma e de toda a equipe do governo federal. Bezerra pontuou que nesse momento o Acre tem a presença de nove ministérios e quase 800 homens das Forças Armadas apoiando a Defesa Civil do Estado e as municipais. Ele destacou que o Estado está diante da maior inundação da sua história, com mais de 80 mil pessoas atingidas e mais de 17 mil desabrigadas.
especial_250212_2.jpg
“É um esforço de guerra coordenado pelo governo do Acre e pelo governo federal para que, nesse primeiro momento, possamos assistir essas pessoas com alimentos, água e, sobretudo, segurança”, disse Fernando Bezerra. Após a vistoria da situação no bairro Taquari, o ministro da Integração Nacional anunciou o segundo motivo de sua vinda ao Acre. Bezerra informou que a presidente Dilma Rousseff autorizou a liberação de R$ 2 milhões para a prefeitura de Rio Branco e R$ 3 milhões para o governo do Estado.
“Esses recursos estarão creditados na segunda-feira próxima nas contas dos governos estadual e municipal e, nós vamos continuar acompanhando, com a presença da Força Nacional de Saúde, do Grupo de Apoio a Desastres do Ministério da Integração e, se necessário for, liberaremos novos recursos para que neste momento mais crítico nada possa faltar às autoridades no sentido de melhor assistir e atender as necessidades da população”, assegurou o ministro da Integração Nacional.

Ampliação em prevenção serão o próximo passo

Fernando Bezerra observou que, num segundo momento, serão discutidas as demandas relativas à reconstrução. “A gente viu no sobrevoo, sobretudo nesta vistoria pelo rio, que certamente aqui vai se exigir enorme esforço de recursos. Não só em Rio Branco, mas em outras cidades do Acre. E vamos continuar insistindo na orientação da presidente Dilma de ampliar os investimentos na prevenção”, avisou.
Para que sejam implementadas ações de prevenção, o ministro explica que serão identificadas áreas que estejam sujeitas a novas recorrências de inundação. “Para que programas habitacionais possam ser desenvolvidos no sentido de relocar essas populações e, assim, a gente possa minimizar na ocorrência de novos desastres naturais e novas inundações como essa, objetivando minimizar também os efeitos e consequências”, detalhou Bezerra.

Gratidão ao apoio ao povo do Acre

Ao encerrar a agenda com os ministros das Cidades e Integração Social e com a secretária nacional da Habitação, o governador Tião Viana declarou aos representantes do governo federal sua total gratidão por prestarem apoio ao Acre nesse momento crítico, em que a enchente desabriga milhares de acreanos e causa prejuízos em vários setores.
Tião Viana solicitou que os ministros Aguinaldo Ribeiro e Fernando Bezerra levassem seu agradecimento pessoal e em nome do povo do Acre à presidente Dilma Rousseff, por se mostrar tão disposta a ajudar o Estado e, nesse primeiro momento, sinalizar com a liberação urgente de R$ 3 milhões para o Estado e R$ 2 milhões para o município.
“Nossas despesas começam em R$ 12,5 milhões para enfrentar esse transtorno que estamos vivendo. A população sofre muito com a perda incalculável de bens materiais, de pequenos negócios, de pequenos comerciantes, de agricultores, e nós temos que lutar muito. Graças a Deus, encontramos aqui um grande gesto do governo da presidente Dilma de solidariedade e de apoio”, assinala Tião Viana.
O governador também agradeceu aos ministros por virem ao Acre e verificar in loco a situação que o Estado e as prefeituras estão enfrentando com a enchente, que já atinge quase 90 mil pessoas em todo o Acre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário