sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Love chora, recebe camisa 99 e promete história no Fla: 'Quero morrer aqui'

Love chora, recebe camisa 99 e promete história no Fla: 'Quero morrer aqui'
Atacante rasgou elogios à torcida e emociounou-se durante a sua apresentação na manhã desta sexta-feira, na Gávea

Foram alguns meses de negociação e, segundo o próprio Vagner Love, muito estresse para que ele pudesse finalmente realizar o sonho de jogar no Flamengo sem prazo para ir embora. E na apresentação oficial do atacante, realizada nesta sexta-feira com a presença de muitos torcedores no Estádio de Remo do clube, foi difícil conter a emoção. O lado ‘torcedor’ de Love sobressaiu e, chorando, ele vestiu a camisa 99 e prometeu fazer história com o uniforme rubro-negro.

"Foi difícil mesmo, mas conseguimos vencer mais uma luta. Hoje é um dos dias de maior emoção da minha vida. Não dá para explicar, vestir essa camisa aqui tem que amar, e eu amo esse clube, eu amo essa camisa. Eu tive seis meses aqui só, mas agora eu tenho quatro, cinco anos, se puder eu quero morrer aqui", discursou o jogador, visivelmente emocionado.
Love foi anunciado nesta semana e desembarcou no Rio de Janeiro na quinta-feira ainda com trancinhas azuis, da cor do CSKA Moscou, clube russo pelo qual jogou nos últimos anos. Nesta sexta-feira, no entanto, o jogador já estava com o cabelo arrumado e tudo preparado para receber a camisa rubro-negra e prometeu trazer as maiores alegrias para a torcida enquanto estiver no clube.
"Para mim é um prazer correr, trabalhar com essa camisa porque eu sei o que as pessoas passam porque eu também sou torcedor. Eu vou estar dentro de campo representando quem deixa de comprar leite e outras coisas para poder estar lá vendo o Flamengo jogar. Eu quero entrar para a história desse clube aqui e eu vou entrar porque eu vou conquistar títulos aqui", continuou, recebendo aplausos dos que estavam presentes na sala onde aconteceu a apresentação.
Antes de chegar ao Flamengo, Vagner Love passou muito tempo morando na Rússia, onde vestiu a camisa do CSKA Moscou desde 2004. Ele chegou a voltar para o Brasil no meio de 2009, ficou seis meses emprestado ao Palmeiras e depois mais seis no próprio Flamengo, retornando à Europa em julho de 2010. Desde então, o jogador sempre manifestou o desejo de retornar ao clube rubro-negro e, ao final de 2011, as negociações entre o time da Gávea e o atacante foram retomadas. Perguntado sobre as principais diferenças entre jogar no Brasil e na Rússia, Love mais uma vez aproveitou a oportunidade para elogiar a torcida do Fla.
"Não tem torcida não tem calor humano maior do que o de vocês que estão aqui, da torcida do Flamengo. Eu sentia falta de cobrança e do carinho da torcida, e a torcida do Flamengfo não se compara a nenhuma torcida do mundo, é única".
E para aumentar ainda mais as expectativas dos torcedores, Love prometeu entrar em campo com a camisa do Flamengo em breve. Sem treinar apenas há uma semana, o jogador disse que retomará os trabalhos na Gávea e pretende estar à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo a partir da segunda semana de fevereiro.
"Estou há uma semana sem treinar só e eu acredito que depois que resolver as partes burocráticas, para o jogo do dia 10, ou do dia 15 eu estarei pronto para jogar".

Emocionado, Love chega ao Flamengo prometendo fazer história

Nenhum comentário:

Postar um comentário