quinta-feira, 5 de maio de 2011

POLICIA FEDERAL: CORTE DE VERBA COMPROMETE A VIGILÂNCIA DAS FRONTEIRAS

 Corte no orçamento da Polícia Federal para este ano afetou a fiscalização em regiões de fronteiras e as ações de combate ao narcotráfico e contrabando de armas. O dia a dia das operações foi prejudicado devido à suspensão dos gastos com diárias para delegados e agentes, segundo os policiais. Há relatos de problemas estruturais, como o fechamento de um posto na fronteira com o Peru, e da falta de recursos para manutenção de carros, compra de combustíveis e coletes à prova de bala. A redução vem na esteira do contigenciamento no Orçamento da União, determinado por decreto assinado em fevereiro pela presidente Dilma Rousseff.
- No Ministério da Justiça, com orçamento previsto de R$ 4,2 bilhões para 2011, o corte foi de R$ 1,5 bilhão. Desta forma os cortes comprometeram a Operação Sentinela, feita com a Força Nacional de Segurança e a Polícia Militar nos Estados. A ação combate crimes como tráfico internacional de drogas, entrada de armas, contrabando e imigração ilegal. Houve redução do efetivo desde a Amazônia até o Rio Grande do Sul. No Brasil, a atuação da Polícia Federal nas fronteiras abrange uma linha de 16.399Km.

NO ACRE
- Fechamento do posto avançado de Eirunepé (AM), é de responsabilidade da Polícia Federal do Acre
- Diminuição do efetivo nos postos de Santa Rosa do Purus, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro e Assis Brasil.
Em Santa Rosa do Purus a Policia Federal não vem atuando de maneira como policia federal, deste a implantação do Posto de Santa Rosa do Purus nunca houve uma apreenção de drogras, a população de Santa Rosa vive assustadas com o aumento do trafico de drogras no município. A facilidade de adquirir o entorpecente faz com que 50% ou mas da população já sejam usuários de drogras. A Policia Federal deveria dá uma assistência mas severa e tentar prender as pessoas que vem abastecendo o município. somos uma pequena população mas as autoridades fecham os olhos para o caso. deixando os pais  de familias sem saber o que fazer. Temos quetro policia no município, a Policia Federal, Policia Militar, Policia Civil e Exercíto Brasileiro, mas niguem faz nada para proibir o trafico e consumo da droga neste município. Os peruanos são os primeiros a vededem o entorpecente em nossa Cidade, e os mesmos tem passe livre para entrar e sair da Cidade a todo o momento e nemhum é naturalizado brasileiro, estão envadindo os terrenos urbanos e fazendo chacaras, casas e outros bens, fato irregular que não poderia está acontecendo. CADÊ A POLICIA FEDERAL? que não expulsa os peruanos de nossas terras, ou exija se naturalize brasileiro para que os mesmos permanessa no brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário