domingo, 20 de março de 2011

Acordo cria comissão para reduzir diferenças comerciais de Brasil e EUA

Os acordos foram assinados na manhã deste sábado (19) pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e pelo representante de Comércio dos Estados Unidos, Ron Kirk.

A visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil resultou na assinatura de dez acordos e memorandos bilaterais envolvendo os dois países. Um dos principais acordos prevê a criação da Comissão Brasil-Estados Unidos para Relações        Econômicas e Comerciais, que será responsável por deliberar a respeito de questões comerciais entre os dois países.
Segundo dois itens do acordo, a comissão " identificará oportunidades para expandir o comércio bilateral e os fluxos de investimento" e "promoverá a remoção de obstáculos desnecessários ao comércio bilateral e ao investimento, particularmente no campo regulamentar".
O desequilíbrio nas relações comerciais -
 o Brasil atuamente tem déficit na balança comercial com os EUA - é uma das principais diferenças entre os dois países.
Os acordos preveem parcerias em diversos setores, como aéreo e comercial. O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, também participou da assinatura dos atos.
Dilma e Obama não participaram da assinatura dos acordos, mas farão um comunicado conjunto em que devem ressaltar as necessidades de parceria entre os dois países.

Nenhum comentário:

Postar um comentário