quarta-feira, 30 de junho de 2010

Desabastecimento de Combustivel.

Posto de Gasolina Local
                               Trecho áereo de Rio Branco Santa Rosa
Freteiros de embarcação, trecho Manoel Urbano Santa Rosa

A quase 30 dias a Cidade de Santa Rosa do Purus sofre com desabastecimento de combustivel, o único posto que abastece a cidade não vem dando assistência ao produto, os condutores de auto-motores, motos e carros já se encontram com os veículos na garem. os proprietários de motores de rabo que precisão se deslocarem para as colonias localizadas as margens do Rio Purus e Rio Santa Rosa é quem mas sofrem com a falta de gasolina e óleo diesel, e gás de cozinha. o mercado alimenticio também estão faltando o alimento básico do dia-a-dia. Com o fim das chuvas a tendência é as aguas do Rio baixarem muito mas. uma solução bem prática seria a abertura de uma estrada ligando do km 54 da estrada de feijó ao Município de Santa Rosa do Purus, para que nas épocas de verão a população não venham ser prejudicadas, já que o unico meio de transporte nesta região é de Barco e pequenas áeronaves.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Época de verão muita doficuldades dos freteiros de embarcação sobre as aguas do Rio Purus.

O Rio Purus cada ano que se passa vai ficando mas seco, quando chega o verão fica muito complicado para transportar mercadorias de barco para abastecer o comercio de Santa Rosa. todos os anos acontece naufragio, trazendo grandes prejuizo para os comerciantes desta localidade.

Luis Fabiano vibra com atuação: ‘O Brasil está evoluindo na hora certa’


Autor de um dos gols da vitória do Brasil sobre o Chile, por 3 a 0, nesta segunda-feira, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, o atacante Luis Fabiano considera que a seleção está em crescimento. Segundo o camisa 9, que marcou três vezes neste Mundial, a cada jogo a equipe se entende melhor
-Acho que a seleção teve uma evolução, criamos jogadas, tocamos a bola, armamos os contra-ataques da forma que gostamos. O Brasil está evoluindo na hora certa. Todos estão de parabéns. Demos mais um passo e estamos nas quartas. A sensação é muito boa para mim, na minha primeira Copa. Passo a passo, tentamos chegar ao nosso objetivo - disse, em entrevista à TV Globo.
O adversário nas quartas de final será a forte Holanda, que superou a Eslováquia. Luis Fabiano sabe que será um confronto difícil e que a equipe vai precisar muito dele
Eu tenho essa responsabilidade

de fazer os gols, estou ali para

isso. Pude fazer um gol bonito, driblando o goleiro"Luis Fabiano- Eu tenho essa responsabilidade de fazer os gols, estou ali para isso. Pude fazer um gol bonito, driblando o goleiro. Conquistamos uma vitória importantíssima, que vai dar uma confiança grande. Temos de descansar e nos concentrar para o próximo jogo, que será contra uma seleção forte - frisou.
Brasil e Holanda jogam na próxima sexta-feira, às 11h (de Brasília), em Porto Elizabeth. O vencedor vai enfrentar Gana ou Uruguai na semifinal.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Brasil e Portugal ficam no empate sem gols em jogo ruim

Com um segundo tempo sofrível, Brasil e Portugal ficaram no empate sem gols no último jogo da primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul.

O resultado deixa o Brasil em primeiro lugar do grupo G, com 7 pontos. Agora, aguarda o resultado dos jogos do grupo H, nesta tarde, para saber quem vai enfrentar nas oitavas-de-final.
O próximo jogo do Brasil, contra o segundo colocado do grupo G, será no dia 28, segunda-feira às 14h30, horário de MS.
A decisão sobre o adversário está entre Espanha, Chile e Suíça, que tem chances de se classificar. Honduras, que integra o grupo G, não tem mais chances. A Espanha enfrenta o Chile à tarde e Honduras joga contra a Suíça.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

As lindas prais de Santa Rosa

Foto: Prais do Rio Purus

Quem conhece Santa Rosa deve lembrar das lindas prais que o Município oferece. Quando chega o verão as praias se localizam bem proximo da Cidade, acompanhando a Rua Profiro de Moura do Hotel Fronteira até o Club Chalé Bar, bem como outras praias entre Santa Rosa e Palestina uma vila do Perú. veja foto ao entardecer.

A imagem do passado

Foto: Carlos Narcisio

Empresário do Município de Manoel Urbano na  foto CARLOS NARCISIO DA SILVA a imagem do  tempo que era apenas um adolescente, chegado a pouco tempo do Seringal Mamuriá, a Cidade de Manuel Urbano ará uma pequeninha Cidade, não oferecia mercado de trabalho, o Prefeito erá o Senhor Admilson Dias, colocado como TAMPÃO, a energia eletrica funcionava até 10 horas da noite. Sem ajuda de amigos e politicos com o passar dos tempos a familia NARCISIO foi se colocando aos poucos. Carlos Narcisio é um exemplo: hoje um empresario bem sucedido em várias atividades de negocios. O trabalho é acima de tudo a maior virtude de um Homem, o trabalho é a capacidade de verenciar os obstaculos que tropesamos na vida. Parabens !

Os amigos Mubarnenses há anos atrás

Foto acima: Edcarlos, Mazula, Morais, Pipita e João Narcisio.

Ponto de encontros entre amigos nos finais de semana, agente se aglomerava para jogar uma sinuca e tomar umas servejas, na foto o Club Discobar na decida daladeira do boeiro, o predidio era de propriedade do Senhor JOÃO BOSCO, mas era alugado por João Narcisio, lugar onde se realizava festas dançantes e jogos de sinuca. Tempos que se passam e que já mais poderemos reve-los, ficam só na memorização de cada um de nós, veja  fotos de algusns amigos e hoje não sei onde se encontram.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Outra vez a Vivo Celular para de funcionar em Santa Rosa do Purus


Foto: Torre da Vivo de Santa Rosa

Desde o meio dia de terça-feira dia 22 de junho de 2010, Santa Rosa do Purus fica sem os serviços da VIVO celular, acontecimento rotineiro nesta região do vale do purus, em Santa Rosa não a primeira vez que o sintema operacional da vivo fica foras do ar, já virou rotina. Casos como em Manoel Urbano que sempre vem se repetindo. já fazia mais de um mês que os telefones celular não funcionavam corretamente na Cidade vizinha de Manoel Urbano, mas parece que já se normalizou. agora o poblema volta para Santa Rosa. acho que os Gestores Públicos deverão tomar providências a respeito da prestadora de serviços que foi licitada para prestar serviços de celulares nesta Região.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Cidadão invade casa de família e é preso pela policia.

 na madrugada de segunda para terça-feira um Senhor conhecido Pelo o Apelido  de " BORDADO" foi preso pela policia militar depois de entrar na residência de uma familia santarosense (nome não mencionado) o mesmo estava acariciando a dona de casa, segundo informação de terceiros o bandido estava tendo se passar pelo o esposo da mulher, ao perceber que não era seu marido acendeu a lampada da casa, pegou um cano de espingarda e correu atrás do bandido, fazendo com que se evadisse do local, a mulher ligou para a policia que em seguida o mesmo foi preso quando se locomovia para sua residencia. o mesmo é pai de (dosi) 02 filho. mas vai ter que pegar um xadrex.

CGU - Controladoria Geral da União Realiza Conferencia em Santa Rosa do Purus

Abertura da Conferencia
"Foto acima no centroPrefeito"
"Foto: João Narcisio e Francisco Kaxinawá debatendo sobre a Conferência"
A Controladoria Geral da União no Acre, realizou Conferencia no município de Santa Rosa do Purus, a conferencia teve a participação dos servidore públicos municipal, capacitando para a Gestão Pública Municipal. na Conferência foi dioalogado como se deve fiscalizar os recursos aplicados pelos os Gestores Municipal, entre estes varios outros assuntos foram abordados na Conferência. a Conferencia foi realizada no Auditório do Centro Cujltural e Florestania.

Prefeito José Brasil na busca de Recursos.

O Prefeito José Brasil se encontra em Rio Branco - Acre desde sábado dia 19 na busca de aquisição de recursos para Santa Rosa do Purus, junto ao Governo do Estasdo do Acre, aquisição de Recursos e assinaturas de Convênios, CAIXA ENCOMINCA FEDERAL, aquisição de recuros e assinatura de Convênios, junto a outras Secretarias do Governo Estadual e Federal tratar de todos os assuntos de interesse do município.

sábado, 19 de junho de 2010

Visita do Prefeito em Adéia Indigena, Etnia Kulina

Destaque na foto o Prefeito José Brasil em visita em aldeia dos povos Indigene (Kulina) no rio purus, trabalhando sempre com o povo para o povo, valorizando o povo indigena desbravadores do nosso Brasil.
veja Fotos.

O Ramal do Projeto Assentamento Santa Rosa - P.A

O Ramal do Projeto Assentamento Santa Rosa nunca teve uma obra tão eficaz, a Secretaria de Obras do Municipio, vem fazendo um trabalho exemplar, os proprietário de terras assentados neste Projeto estão sastifeitos com os trabalhos da Prefeitura. Para terem mais alegria, a LUIZ PARA TODOS, está quese pronta, já foram feitas mais de 20 Km de instalação Eletrica de LUIZ PARA TODOS, graças a um grande Projeto do Governo Federal { LUIZ INACIO LULA DA SILVA}. Veja fotos como era antes e e fotos de hoje.

As Obras da Coab estão em fase final

Até o final do mês a firma que está construíndo a Coab de Santa Rosa do Purus (10) dez casas populares deverão ser entregue ao Prefeito José Brasil. em seguida uma outra firma Licitada do Município de Sena Madureira dará inicio a construção de mais 43 (quarenta e três) novas casas, para serem distribuidas entre familias carente que não possui casa, e que moram de aluguel, convenio do Governo do Estado do Acre.
veja fotos das casas que estão sendo executadas.  Fotos Destaque: João Narcisio ( Diretor), Primeira Dama (Odeiza), José Brasil (Prefeito).

Barco que Padre Paolino Maria Baldassari Naufraga nas Aguas do Rio Purus

dia 17 de junho de 2010 quase não acontece uma tragédia, o barco em que levava o Padre Paolino para realizar trabalhos de evangelização em Aldeias Indigenas e Comunidades Ribeirinha do Rio Purus foi atingido fortemente por pontas de paus no fundo do rio. O naufragio aconteceu em frente a Comunidade Nova Santa Helena, o Barco ficou quanse todo fundado nas aguas. por sorte que foi em frente a uma comunidade, onde populares puderam resgatar os tripulantes sam e salvos. Se fosse na época do inverno com as aguas do rio em cheia teria acontecido uma tragedia, mas graças a Deuas o nosso querido e amado Padre Paolino não teve nem uma lezão.

"Nestes últimos anos foram aposentados muitos índios, mais Kaxinauá que Kulina, mas o que se pensava que fosse um bem se tornou verdadeira calamidade. Os velhos baixam para a cidade com uma enorme canoada de gente para tirar o dinheiro da aposentadoria e compram álcool e ficam bêbados e o dinheiro não dá para nada. Não tendo dinheiro para comprar a gasolina, vão com a Funai. Gostaria que as crianças não procurassem comida nas caixas de lixo.

Nestas viagens tocadas pela fome exterminam tudo andando no rio Purus, que era tão rico, e hoje não se vê mais nada. Nada mais de tracajá, de tartaruga, de surubim, de mutum. Está se espalhando o deserto em tudo. Adeus às riquezas da fauna do rio Purus. As professoras das escolas fazem a mesma coisa, perdem mais de dois dias de aulas por mês, pois descem para tirar o dinheiro e muitas vezes comprar álcool para as aldeias delas. O que deveria ser uma ajuda se torna uma calamidade. Continuo a viagem na aldeia Fronteira. Antigamente os Kaxinauás eram fortes e resistentes e agora estão liquidados pelo álcool e a doença toma conta, de modo especial a cirrose hepática.
Tudo que estou contando mostra a situação dos índios. O que notei mais e que as crianças, que são muitas, estão passando fome. Precisamos tomar providências e o senhor como senador e médico pode ajudar. O conselho que dou é de conseguir com a Funai central trocar o dinheiro da aposentadoria e dos professores: não entregar dinheiro, mas mercadoria correspondente ao dinheiro e ter um barco que vai entregar diretamente nas aldeias e incentivar a agricultura. Que o Governo compre arroz, banana, feijão e deixe para as crianças das escolas. Os adultos mantenham as crianças com a ajuda do Governo e com o trabalho. Fiscalizar seriamente os marreteiros e fazendeiros para que não usem mão-de-obra barata indígena a troco de álcool. Não deve acontecer que o dinheiro do Governo seja o maior incentivador do vício e o índio baixando na cidade, aprenda do branco tudo que há de pior.
Lanço este grito angustiante para salvar os índios, que estão afundando como um barco velho. Confio realmente que o bom amigo lance em meu nome este grito angustiante de socorro lá no Senado. Salvemos os índios e com eles a fauna e a flora."
(1999)
"Não gosto realmente de lembrar o índio como folclore, mas como realmente ele e, na sua simplicidade, na sua partilha, nas suas danças nas noites e luar, nos altos dos barrancos do rio Purus, enquanto a lua estendia um véu misterioso de prata e tornava aquelas noites em um saber quase místico. Admiro o índio, especialmente o Kulina, que conheço mais e no meio deles vivi e saboreei a cultura.
Tudo falava de alegria. Os meninos se levantavam de manhã, ajeitavam os seus pequenos arcos e pequenas flechas, se internavam na mata caçando e voltavam à roda de um foguinho, assavam a caça – que muitas vezes era um calango, um rato coró. Como era bonito escutar a descrição da caça.
As meninas seguiam as mães com um cesto nas costas e iam para o roçado, limpando e ajudando-as com pequenas facas, que limpavam estivas, às vezes com a pequenina na tipóia, que ficava mamando enquanto a mãe limpava o roçado e, chegando na aldeia, faziam o fogo e assavam macaxeira e bananas, enquanto a menina maiorzinha embalava a criancinha na rede cantando saudosas e suaves melodias. Tudo respirava serenidade.
Não quero dizer com isto que não tivessem defeitos porque todo ser humano tem, mas a grande vantagem que mais achava neles é que não tinham ganância. A criança era criada com liberdade e não era nunca açoitada. Um dia, uma criancinha foi tirar um peixinho que assava no fogo no terreiro e se queimou e correu para a mãe, chorando, e a mãe não bateu nem repreendeu. Só disse: "Vai buscar de novo". E ela foi e se queimou e chorou de novo e correu até a mãe. A mãe disse: "Vai buscar de novo", mas ela não foi e aprendeu que não devia mexer com fogo.
Infelizmente esta cultura foi deturpada pela ganância que introduziu o álcool, e o gado que tinham e que prosperava bem foi vendido a troco de enxada e de álcool. Um patrão fez um grande campo ara o gado com a mão-de-obra barata dos índios e o pagamento era o álcool, porque o índio não valia nada, não sabia nada. Pelo menos agora, entendemos que devemos amar os índios e a cultura deles e o esforço do Governo está neste sentido, embora aprenderam o infeliz caminho da cidade, mas reconhece-los, ajudá-los e amá-los já é muita coisa. Infelizmente pedem o que prejudica mais, mas porque querem imitar o branco e dos brancos assumem os defeitos. Os índios devem ser amados porque no fundo da cultura deles nos dão uma mensagem de esperança. No mundo de um capitalismo selvagem, consumista e individualista, nos dizem que devemos partilhar, que a vida é alegre, devemos vive-la em abundância.
Os homens iam pra as roçadas e cantavam e trabalhavam todos juntos. Tudo era partilhado, era trabalho,era caça, era pesca. Não era uma sociedade competitiva e egoísta. É verdade que nas casas não tinha nada, mas é verdade que todos, desde pequenos, se acostumavam a procurar na floresta e no rio o que comer. Sempre íamos nos roçados com eles, mas sempre me colocavam perto de uma pessoa de confiança, porque não conhecendo a mata podia acontecer alguma coisa e de fato um dia, levantando o facão, vi o índio segurar o braço e gritar "cobra, cobra" e era uma perigosa papagaia. Outra vez, dois meninos estavam ao meu lado e com o facão terçado roçavam o mato. A um certo ponto o menino gritou "macá"; não entendendo bem, continuei e os dois seguraram a minha mão e mostraram uma terrível "pico de jaca". Nestes pequenos atos percebia a delicadeza deste povo humilde, simples, mas também extremamente brincalhão.
Um dia estavam roçando e havia muita jurubeba. Não sabendo bem a língua, gritavam "pari". Eu pensava que fosse "Padre" e ficava parado e a jurubeba caía em cima de mim com os espinhos e eles riam, mas "pari" queria dizer "cuidado, cuidado!".
Ia caçar com eles, mas eu não sabia caçar e tinha ódio por causa da guerra de armas, mas eles defendem a personalidade de cada um e ninguém pode ser desprezado na comunidade e quando chegava na aldeia me davam um quarto de veado para levar para casa. Assim era a pesca, embora não pescasse quase nada, dividiam o peixe e me davam para entrar honradamente na aldeia e não ser humilhado. Na aldeia sempre vi muita criatividade. As mulheres descaroçavam o algodão, fiavam e ao mesmo tempo falavam e riam animadamente".

Veja Fotos do naufragio do Rio Purus no dia 17 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

ANÁLISE-Vitória do Brasil na estreia tem pouca inspiração

O Brasil estreou na Copa do Mundo na terça-feira do jeito que melhor sabe jogar sob o comando de Dunga - ou seja, fazendo com que lampejos de inspiração bastassem para a vitória de 2 x 1 sobre a Coreia do Norte pelo Grupo G.
Um momento de puro brilho individual de Maicon abriu o placar após um primeiro tempo tão monótono quanto o som das vuvuzelas. A única outra movimentação significativa do time deu a Elano a chance de ampliar.
Resta saber se eventuais lampejos de magia bastarão contra times melhores que a Coreia do Norte, que se empenhou muito na sua volta às Copas, após 44 anos de ausência, e chegou a assustar os brasileiros quando Ji Yun-nam bateu Julio César com um forte chute à queima-roupa, quase no final.
O que está claro é que esse é o Brasil que veremos. Diante de um time empenhado e defensivo, a seleção não dá sinais de ter um plano B em mente, nem um substituto óbvio para Kaká, ainda sem ritmo de jogo.
O que ficou claro também é que a noite foi desconfortável para o Brasil do começo ao fim.
A torcida que lotava o Ellis Park esperava que, iniciando sua luta pelo hexa, o Brasil demonstrasse ao menos um pouco do estilo que abrilhantou outras Copas.
No primeiro tempo, pouca coisa esquentou a torcida brasileira que tiritava nas arquibancadas -- mas tampouco havia muito que admirar na bem ensaiada defesa e na calma do time norte-coreano, que apesar da derrota tem motivos para continuar sonhando.

CAUTELA DE DUNGA

A abordagem brasileira foi tão cautelosa quanto se espera de Dunga, e, após um breve momento de habilidade individual de Robinho, logo no começo, o time parecia se contentar com eventuais chutes de longe.
A situação melhorou no começo do segundo tempo, quando Elano tocou em profundidade para Maicon, que, chegando à linha de fundo, viu o goleiro Ri Myong-guk adiantado e chutou forte e sem ângulo para o gol.
O Brasil manteve sua habitual força no contra-ataque e, como a Coreia do Norte ficou em desvantagem e teve de se abrir, foi natural que surgisse uma bela jogada como a do segundo gol, com Robinho dando um passe perfeito para Elano concluir na saída do goleiro.
A torcida finalmente começava a se esquentar, mas a seleção ainda mostrava uma falta de urgência e de precisão que poderia ter lhe custado caro, depois que o meia Ji Yun-nam se infiltrou na defesa, escapou da marcação de Juan e chutou sem chance para Julio César.
Embora já fosse tarde demais para virar, o gol deu à Coreia do Norte uma injeção de autoestima que pode ser decisiva nas partidas contra Portugal e Costa do Marfim, que antes empataram sem gols.
Os norte-coreanos deixaram claro que não serão os "cafés com leite" que todos esperavam nesse grupo tão duro, e que os seus dois futuros rivais têm com que se preocupar.
No final, a Coreia do Norte foi batida por um Brasil que tem talentos superiores, mas que não dá sinais de que será a sensação da Copa.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Mais uma praça é inagurada em Santa Rosa

Santa Rosa tem uma nova praça, localizada em frente ao Ginazio Poliesportivo Ronaldo de Moura, O desenvolvimento aos poucos vem chegando em nosso município6

Santa Rosa tem novo predio dos Correios

O Municipio de Santa Rosa do Purus inagurou o novo prédio dos correios.

Em breve será inagurado o predio da Caixa Enconômica Federal.

Dia 15 de junho o Brasil faz seu primeiro jogo contra Coreia

Robinho é um dos astros do Brasil. Jong Tae-Se, o "Rooney Asiático" é o principal jogador da Coreia do Norte (Crédito: Reuters. Uma seleção é consagrada, já a outra, apenas uma simples candidata a zebra. Uma tem jogadores conhecidos em todo o planeta, enquanto que a outra chega à Copa do Mundo com 23 desconhecidos.


Há mais argumentos para se mostrar a disparidade entre Brasil e Coreia do Norte, adversários da próxima terça-feira? Sim, no torneio da África do Sul, é possível.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Futebol sul-africano herda "gueto racial" do apartheid


Na África do Sul, onde rostos brancos quase não se veem na multidão que lota os estádios do país, o futebol se mantém como um "gueto racial" negro herdado da política segregacionista do apartheid, uma situação que dificilmente poderá mudar com a Copa do Mundo.
Joe Latakgomo, jornalista esportivo desde a época do apartheid – o regime de segregação a que os brancos submeteram os negros sul-africanos até o final do século passado - afirma:
- O futebol é um enclave racial neste país. Latakgomo é autor de um livro sobre a história do futebol na África do Sul, intitulado Mzansi Magic ("Magia do sul", em uma tradução literal).

Ele diz que o Mundial, disputado entre 11 de junho e 11 de julho, "deixará claro que o futebol não é algo mau, mas isso não quer dizer que vão ver os pais brancos incitando seus filhos a jogar futebol.

Fonte: R7.com

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Avião quebra trem de pouso ao pousar em Santa Rosa do Purus

Um avião bi-motor da Epresa Tax àereo Hotiz de Rio Branco - Acre, teve o trem de pouso quebrado da asa de direita, quando foi pousar faltou os freios do avião, e o piloto teve que fazer uma manobra radical para desviar de 02 (dois) avião que já se encontrava na pista de pouso. por sorte não houve feridos, todos os passeiros da aeronave se encontram bem. veja foto.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Verão Tempo de praia

Com a chegada do verão a população santarosense se prepara curtir as prais tomando uma servejinha, e aproveitando para ganhar um dinherinho extra, as melhores praias do Acre encontra-se em Santa Rosa do Purus, veja foto

O Desmembramento de Santa Santa do Purus

O Município de Santa Rosa do Purus foi desmembrado de Manuel Urbano, e constituído através da Lei Estadual nº. 1.028 de 28 de abril de 1992, promulgada pelo então Governador, Edmundo Pinto de Almeida Neto. Fica situado na Regional do Alto Purus, sendo um dos municípios mais isolados do Estado. Em Santa Rosa do Purus a presença do Estado mais marcante, são as “ondas de rádio” e o “sinal de TV”, tendo em vista que as concessões de rádio e TV são uma prerrogativa do Estado. Esses veículos de comunicação, portanto, são os grandes responsáveis pelo lazer, pela informação e pela quebra do isolamento em que vive seu povo. O rio, no caso o Purus, é o grande articulador do espaço Regional, sendo o transporte fluvial, através de barcos e "voadeiras" o principal meio para o deslocamento de pessoas e de mercadorias que abastecem o município. O Purus também emprestou seu nome ao município, que hoje se denomina Santa Rosa do Purus, pelo fato de uma remessa do seu FPM, nos idos de 1992, ter ido parar na conta do município, seu homônimo, no Rio Grande do Sul. Hojé Santa Rosa vem se desenvolvendo de uma forma rapida a pesar da distância e as dificuldades para teransportar o material de construção, que só acontece em épocas de chuva que é de dezembro a maio que totaliza um período de 6 meses de transporte fluvial sem interrupeção. Mesmo assim o município vai de desenvolvendo graças o apoio dos governantes estadual e municipal. uma das novidaes foi aimplantação da VIVO célular, Lei criada pelo Governo Federal que obriga as operadoras de telofonia a colocarem telefones célulares em todos os municípios da federação brasileira até o final de 2010.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Santa Rosa do Purus terá um Posto da Caixa Econômica Federal

Está confirmado, nesta quarta feira dia 02 de junho a presença do superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, ele estará em Santa Rosa para averiguar a localização do terreno onde será construído o prédio da Caixa Econômica Federal. Mais uma novidade em Santa Rosa, uma reivindicação do Prefeito José Brasil, que vem tentando emenizar o sofrimento das pessoas que precisão receber seus beneficios através da Caixa. pois a maioria das pessoas se deslocam de Santa Rosa para receberem os seus benefícios em outros municípios como Manoel Urbano e Sena Madureira. com a vinda Caixa para Nosso Município vai háver uma grande melhora. os populares irão economizar dinheiro com transporte e alimentação, gastos para se auzentarem do município.